Quarta-feira, 28/ Outubro/ 2020
Veja as ultimas Noticias
Cômodos fechados em pontos importantes do comércio evidenciam que a crise nacional chegou a Morrinhos

Cômodos fechados em pontos importantes do comércio evidenciam que a crise nacional chegou a Morrinhos

Quem anda pelo centro de Morrinhos, onde evidencia-se o burburinho das compras no comércio local, encontra vários imóveis comerciais com placas de aluguel. Veja mais fotos, ao final desta página.

Uma triste realidade que há tempos não vivíamos, mas, que infelizmente chegou a nós também, após a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

?????????????

E ainda tem as dificuldades que começam a atingir as grandes empresas que por sua vez demitem alguns funcionários, criando uma situação de desemprego há muito tempo não vista, em Morrinhos. Mais ao final desta matéria falaremos sobre isto.

A partir de janeiro de 2015 as portas não param de fechar. Desde concessionárias de automóveis, passando por lojas de material de construção, móveis, calçados, roupas, bolsas, e até comida. Todos os setores estão em crise.

Nosso redator não andou na Barão do Rio Branco e nem foi aos bairros, apenas deu uma pequena volta pela Rua Pará, Avenida Senador Hermenegildo de Morais, Rua Professor José do Nascimento e Rua Major Limírio, vias que ancoram o comércio local.

Em pouco espaço encontramos mais de duas dezenas de portas fechadas e as placas de ALUGA-SE espalhadas por toda a extensão do percurso. Uma pena!

Em alguns quarteirões é possível ver 2, 3 ou até 4 cômodos fechados e oferecidos para o aluguel. Desde os menores até os maiores. Com isso, dezenas de pessoas perderam seus empregos e, claro, seus salários. Uma lastima.

Um problema que não é de Morrinhos, e sim do Brasil, mas a qual há tempos não estávamos acostumados a ver.

MORRINHOS: CIDADE PRÓSPERA

Morrinhos vive duas décadas de muita prosperidade, crescimento, industrialização e fortalecimento do comércio. Mas, neste ano, a coisa desandou por aqui também.

As placas de ALUGA-SE e PASSO O PONTO proliferam em áreas tradicionais do varejo local, criando um cenário que nos entristece e acima de tudo, nos preocupa.

Sabemos que esta situação se multiplica nos bairros, onde existem imóveis e mais disponíveis para locação nas mais diversas regiões da cidade.

No rádio e nos jornais aumentam os anúncios das imobiliárias oferecendo cômodos para alugar e até mesmo os anúncios de venda de estabelecimentos comerciais. Triste… muito triste!

PODE PIORAR

Mas, isso ainda não é tudo. Especialistas em economia e entendidos nas projeções para os próximos meses dizem que “o pior ainda está por vir”, em todo o país. Meu Deus!

Contudo, Morrinhos ainda está numa situação melhor que muitos municípios da região. É verdade, se está ruim por aqui, em outras cidades a coisa vai bem pior.

MORRINHOS, AINDA ESTÁ UM PASSO À FRENTE

Em Morrinhos a prefeitura paga em dia, adianta o salário dentro do mês trabalhado. Em alguns municípios as prefeituras estão atrasando salários de seus servidores e não recuperam mais o maquinário que vai estragando criando depósitos de máquinas paradas.

Em Morrinhos a prefeitura realiza obras, e mantém um certo ritmo de atividades, movimentando alguns setores terceirizados. Em outros municípios, nem tapa buracos está acontecendo. Tem cidade onde a prefeitura não consegue nem varrer as ruas.

Em Morrinhos as indústrias ainda conseguem manter seus níveis de empregabilidade, com números pequenos de demissões. Ao menos, por enquanto. Ainda assim estas poucas demissões geram uma situação que há algum tempo não vivíamos.

Em outras cidades, não há sequer uma indústria de porte médio.

PARALIZAÇÃO DA DUPLICAÇÃO GERA DESEMPREGO

A falta mais sentida em Morrinhos é em relação às obras de duplicação da GO-213, que foram interrompidas, causando mais de uma centena de demissões. O mesmo se repete com o CREDEQ e outras ações menores dos governos estadual e federal, que deixaram de empregar centenas de pessoas no último ano.

Além disso, o período sazonal de empregar e demitir natural em algumas empresas também é um fator que assola o município. Em determinadas épocas, grandes empresas demitem em número maior do que contratam, causando um efeito negativo nesta balança do desemprego.

Contudo, Morrinhos é uma terra de gente trabalhadora, batalhadora e que não desiste tão fácil. Em meio a crise nacional, ainda há os que acreditam no trabalho e iniciam seus negócios com determinação e fé de que tudo vai dar certo.

Enquanto algumas portas se fecham, outras se abrem, mesmo que em número menor.

E assim a vida segue na Cidade dos Pomares, como em todo o Brasil.

O otimismo precisa prevalecer. O trabalho é a chave para abrir a porta do sucesso. Sempre, com Deus antes e acima de tudo. Ele em primeiro Lugar.

Que Deus abençoe a nós e ao Brasil. (Da redação, por Leonardo Costa)

Concessionária Maudi fechou suas portas

Concessionária Maudi fechou suas portas

Concessionária Maudi deixou Morrinhos

Concessionária Maudi deixou Morrinhos

Lojas tradicionais deixam de funcionar

Lojas tradicionais deixam de funcionar

Pontos são oferecidos para aluguel

Pontos são oferecidos para aluguel

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Placas de "Aluga-se" estão por toda parte

Placas de “Aluga-se” estão por toda parte

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

%d bloggers like this: