Segunda-feira, 25/ Setembro/ 2017
Veja as ultimas Noticias
ATESTADOS FALSOS: Polícia Civil descobre esquema de falsificação e indicia mulher suspeita de vender os ”documentos”

ATESTADOS FALSOS: Polícia Civil descobre esquema de falsificação e indicia mulher suspeita de vender os ”documentos”

O Delegado Fabiano Jacomelis, titular da Delegacia de Polícia Civil de Morrinhos informou ao Correio Sul Goiano a conclusão da primeira fase das investigações sobre VENDA DE ATESTADOS MÉDICOS em Morrinhos.

Para compartilhar esta informação clique em CURTIR no fim desta página

Posto Gil2Nosso repórter Leonardo Costa esteve com o delegado no final da semana passada, no exato momento em que o delegado ouvia algumas pessoas envolvidas no caso e estava em busca de provas contra a mulher que é a principal suspeita de falsificar os documentos e vender.

Atendendo a uma solicitação do delegado, para não atrapalhar as investigações não divulgamos nada sobre o caso.

Reiteramos que nosso trabalho é feito com responsabilidade, buscando colaborar com as instituições e com a Justiça, por isso, naquele momento resolvemos novamente atender ao delegado e aguardar a conclusão das investigações.

gasÉ assim que trabalhamos a mais de 25 anos no setor de comunicação, desde Goiatuba e até hoje. Sempre deu certo. Sempre tivemos uma relação de confiança e reciprocidade com as autoridades.

No mesmo dia em que estivemos com o delegado o Secretário Municipal de Saúde André Luiz fez uma publicação no Facebook alertando os empregadores de Morrinhos para os atestados falso. Percebemos na publicação do secretário que ele também não detalhou o assunto, a fim de colaborar com a autoridade policial.

Pois bem, valeu a pena! Durante todo o final de semana os agentes e o delegado trabalharam no caso, e finalmente no início da tarde de terça-feira, 02/05, conseguiram indiciar a suspeita.

Para compartilhar esta informação clique em CURTIR no fim desta página

IPTUApuramos que tudo começou quando a Polícia Civil foi informada, já há alguns dias atrás, de que alguns atestados falsos estavam circulando por indústrias e empresas do comércio varejista em Morrinhos e outros municípios da região.

Não demorou muito para a equipe chefiado pelo Dr. Fabiano Jacomelis descobrir que os documentos estavam sendo falsificados e “vendidos” por uma mulher que mora em Morrinhos.

A investigação prosseguiu, com os agentes buscando juntar as provas necessárias para a abertura de inquérito policial e indiciamento dos suspeitos.

Foi quando os policiais civis descobriram que na Distribuidora de Bebidas Pereira e na Indústria Dez Alimentos, em Morrinhos, funcionários haviam apresentado diversos atestados, em um curto espaço de tempo com motivações diversas.

pc1Era o que faltava para o delegado e seus agentes juntarem as peças que faltavam e chegarem à principal suspeita da falsificação e venda dos falsos atestados.

Diligencias foram realizadas e segundo Fabiano Jacomelis, Andreia, de 38 anos é quem estaria falsificando e vendendo os falsos atestados.

O delegado disse que ela cobrava R$ 25,00 por cada documento que falsificava.

Fabiano Jacomelis disse que após juntar elementos de prova suficientes, decidiu pelo indiciamento da suspeita pela prática do crime de Falsidade Ideológica, cuja pena pode atingir 5 anos de reclusão.

O delegado informou ainda que as pessoas que compraram os atestados e os apresentaram nas empresas onde trabalham serão indiciados pela prática do crime de Uso de Documento Falso, cuja pena também pode chegar a 5 anos de reclusão.

Para compartilhar esta informação clique em CURTIR no fim desta página

mercotintas-banner-site-02O Delegado ainda não conseguiu definir quantos atestados a mulher vendeu, mas garantiu que são muitos. No momento da prisão da suspeita, 08 atestados falsos foram apreendidos.

Fabiano Jacomelis explicou que a investigação prosseguirá visando esclarecer como a suspeita teve acesso aos prontuários de atestados e quais os meios teria utilizado para falsificar os carimbos dos médicos que eram utilizados na falsificação dos atestados médicos.

Após prestar depoimento e ser indiciada a mulher foi liberada e poderá responder a um possível processo em liberdade.

Da redação, por Leonardo Costa do Correio Sul Goiano.
Informação com responsabilidade!!!
O fato retratado de maneira séria, sem sensacionalismo.
A notícia como ela é!!!

Patrocinando a Informação

Patrocinando a Informação

Patrocinando a Informação

Patrocinando a Informação

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*