Terça-feira, 30/ Maio/ 2017
Veja as ultimas Noticias
CRUELDADE: Padrasto e mãe são presos suspeitos de maus tratos contra criança que morreu em Rio Quente

CRUELDADE: Padrasto e mãe são presos suspeitos de maus tratos contra criança que morreu em Rio Quente

No final da manhã desta quinta-feira, 04/05, uma criança deu entrada em unidade de atendimento de saúde em Rio Quente, e logo em seguida foi encaminhada para Hospital de Caldas Novas, por estar em estado grave.

Para compartilhar esta informação clique em CURTIR no fim desta página

Posto Gil2Ao dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento Infantil – PAI – de Caldas Novas, o médico que atendeu a criança logo percebeu que ela havia sofrido maus tratos.

O estado da bebê era grave e imediatamente as equipes médicas se empenharam em cuidar da criança e tentar salvar sua vida. Infelizmente não foi possível.

A criança entrou na unidade hospitalar às 10h10 com histórico de Traumatismo Cranioencefálico – TCE – além de hematomas em face, tórax, abdome e dorso. Estava agitada e desorientada.

gasRapidamente a bebê A.F.M.B, evoluiu para uma parada cardiorrespiratória que foi imediatamente combatida pela equipe médica, que usou toda a sua técnica e perícia em favor da vida.

Mas, a situação era irreversível. O pequeno corpo de apenas 1 ano e 6 meses não resistiu às graves lesões e sucumbiu diante da violência provavelmente promovida pelo padrasto com provável anuência da mãe, segundo suspeitam as polícias, os médicos e também o Conselho Tutelar.

Às 10h55, A.F.M.B. morreu!

Aí, eu te pergunto: Para que serve esse tal de ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente que NÃO conseguiu proteger essa criança?

mercotintas-banner-site-02As criancinhas de 17 aninhos que estupram adolescentes e outras crianças, matam velhinhas e esfaqueiam pais de família para roubar são bem protegidas por este estatuto. Ninguém pode colocar a mão num jovenzinho estuprados de 17 aninhos e 11 meses, porque o ECA, com toda a eficiência do mundo o protege.

Ao constatar que a criança havia sofrido maus tratos a equipe médica acionou a Polícia Militar, que rapidamente foi ao local.

A mãe da criança teria dito, em um primeiro momento que a bebê sofria de uma doença degenerativa e por isso estava tão debilitada. Teria dito também que a filha caiu da cama, por isso o TCE.

upa8O delegado responsável pelo caso, Dr. Leylton Barros informou que a Polícia encaminhou o corpo da criança para o IML e segundo Laudo Preliminar de Exame Cadavérico, além das lesões corporais apresentadas, a vítima ainda possuía sinais inequívocos de violência sexual.

Para compartilhar esta informação clique em CURTIR no fim desta página

A causa provável da morte teria sido então, um rompimento de órgãos internos, proveniente de violência sexual recente – afirma o delegado.

O Delegado Leylton Barros informou ao Correio Sul Goiano que o conjunto de provas reunidas apontaram para Fernando Marques Silva, de 25 anos, como principal suspeito de ter cometido as referidas agressões sexuais.

61Foi apurado ainda que tais violências eram praticadas sob a ciência e total omissão de Denise Moreira, de 23 anos, mãe da criança.

O delegado disse ainda que diante das evidências e dos veementes indícios de prova, Fernando Marques Silva, 25 anos, foi preso e autuado em flagrante pela Polícia Civil, suspeito da pratica do crime de estupro de vulnerável qualificado pelo resultado morte.

Denise Moreira, mãe da menor, também foi presa em flagrante suspeita do mesmo crime, na modalidade omissiva, isto é, quando a pessoa possuía o dever legal de evitar a ocorrência do referido delito. Se condenados, poderão sofrer a pena de 12 a 30 anos de reclusão.

O corpo da pequena A.F.M.B. já está sendo velado em Rio Quente. Não há informações sobre o horário do sepultamento.

Da redação, por Leonardo Costa do Correio Sul Goiano.
Informação com responsabilidade!!!
O fato retratado de maneira séria, sem sensacionalismo.
A notícia como ela é!!!

Para compartilhar esta informação clique em CURTIR no fim desta página

Patrocinando a Informação

Patrocinando a Informação

Patrocinando a Informação

Patrocinando a Informação

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*