Segunda-feira, 16/ Dezembro/ 2019
Veja as ultimas Noticias
DECAPITADOS: Terceira cabeça é encontrada na grande Goiânia, em 12 dias. “Crimes não têm ligação” diz delegada!

DECAPITADOS: Terceira cabeça é encontrada na grande Goiânia, em 12 dias. “Crimes não têm ligação” diz delegada!

Parece coisa de seriado norte-americano, mas não é! Trata-se de uma série de crimes acontecidos na região metropolitana de Goiânia, em um espaço de tempo pequeno, de apenas 12 dias.

  

O mais incrível, é que os três casos parecem não ter relação entre si. Cada um foi por um motivo e ou razões diferentes – segundo a Dra. Silvana Nunes – Delegada de Polícia Civil, responsável pelas investigações.

A terceira cabeça encontrada, em 12 dias, é de Adenílio Alves de Faria. Ele teria sido morto por Diego Antônio da Silva, de 19 anos. Ele foi preso, na quarta-feira, 24/01, e confessou que decapitou a vítima, por ter brigado com o irmão dele. Por “por coisa boba” – disse o suspeito.

Além de Diego Antônio da Silva, o irmão dele, que é menor de idade foi apreendido e também admitiu ter participado do homicídio – segundo a Polícia Civil.

A delegada Dra. Silvana Nunes diz estar convencida de que este caso não tem ligação alguma com os demais corpos e cabeças encontrados nos últimos dias.

Ao ser interrogado pelas polícias e ao ser questionado pela imprensa, o suspeito disse: “Foi assim mesmo, cortei a cabeça dele, e você já sabe o resto. Enterrei lá o corpo, coloquei a cabeça do outro lado, porque ele brigou com meu irmão por causa de coisa boba. O cara é noiado, antes de ele fazer minha mãe chorar, eu fiz a mãe dele chorar primeiro. Ele brigou com meu irmão há quase um mês. Eu meti o facão no pescoço dele, o desgraçado morreu, eu voltei, arrastei para baixo e arranquei a cabeça dele, é isso aí”.

A Polícia Civil informou que o crime ocorreu na noite de segunda-feira, 21/01, no Conjunto Primavera. O corpo foi encontrado na noite de terça-feira, em um terreno baldio do bairro, enterrado, com os braços e mãos para fora da terra.

Na tarde de terça-feira, a Polícia Técnica e o IML enviaram seus peritos para identificar um corpo que havia sido encontrado, sem cabeça. Poucas horas depois, a cabeça foi encontrada e os suspeitos foram preso e apreendido.

O tenente-coronel Alessandro Arantes, da Polícia Militar, disse que Diego foi preso enquanto cometia um roubo em uma fazenda próxima ao local onde o crime ocorreu. Conforme o tenente-coronel, ele tem 11 passagens pela polícia.

FONTE E FOTOS: Portal G1-GO e TV Anhanguera.

TERCEIRO CASO EM 12 DIAS

TERCEIRO CASO EM 12 DIAS

TERCEIRO CASO EM 12 DIAS

TERCEIRO CASO EM 12 DIAS

TERCEIRO CASO EM 12 DIAS

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

%d bloggers like this: