Sexta-feira, 20/ Julho/ 2018
Veja as ultimas Noticias
VAI COMEÇAR TUDO DE NOVO!!! Comissão eleitoral vai escrever novo Edital para Eleições a abrir inscrição para chapas interessadas
Associação Comercial e Industrial de Morrinhos

VAI COMEÇAR TUDO DE NOVO!!! Comissão eleitoral vai escrever novo Edital para Eleições a abrir inscrição para chapas interessadas

“Eita defunto difícil de enterrar”… A frase é do Ministro João Otávio de Noronha, do Tribunal Superior Eleitora, dita há alguns anos, quando julgava um recurso referente à cassação de um prefeito de Goiatuba.

Já havia se passado anos do início do processo, com vários recursos e inúmeros pedidos de vista. Em certa ocasião João Otávio de Noronha não se conteve e soltou esta pérola.

Acho que a frase cabe no atual momento por que passa a Associação Comercial e Industrial de Morrinhos que há 13 meses tenta eleger uma nova diretoria e não consegue.

A eleição que terminou com a vitória de Celisvaldo Inácio em novembro de 2016 foi contestada de forma inédita na Justiça, e por fim, anulada.

A decisão saiu exatamente um ano depois, em novembro de 2017, com determinação de realização de nova eleição. 

Não houve recurso da decisão local, e de lá para cá a diretoria da ACIM tenta, sem sucesso, realizar novo pleito eleitoral paa atender a determinação judicial.

Um estatuto confuso, cheio de remendos e contradições acaba por dificultar o processo.

O Edital convocando nova eleição também foi contestado.

Diante da flagrante fragilidade desses documentos, o processo eleitoral não consegue caminhar com fluidez e não há segurança jurídica.

A todo instante alguém fala que vai entrar na justiça e contestar uma ou outra decisão.

Em um PRIMEIRO momento montou-se uma chapa com a empresária Silvânia no cargo de presidente. A informação era de que havia um consenso em torno desta chapa. Depois, descobriu-se que este consenso nunca existiu e outra chapa foi criada.

Em um SEGUNDO momento, as duas chapas solicitaram seu registro, com Fernando José da Suprema encabeçando uma delas e Silvânia Ferraz da ASTEC encabeçando a outra.

Em um TERCEIRO momento, a Comissão eleitoral não homologou nenhuma das duas chapas, alegando que nem todos os documentos exigidos foram apresentados, por nenhuma das duas.

Em um QUARTO momento, a Diretoria que cumpre mandato tampão reuniu-se para criar uma chapa que seria indicada para a eleição, tendo em vista que nenhuma das duas que se inscreveram passaram pela análise da Comissão Eleitoral.

Em um QUINTO momento, Silvânia, que topou ser indicada para a presidência abriu mão de concorrer. Explicou que seu nome estaria à disposição para criar um consenso, e que a partir do momento que este consenso não fosse alcançado, ela não teria interesse em disputas.

Em um SEXTO momento, na reunião convocada pela diretoria, com seus membros ativos para então montar a chapa a ser apresentada à Comissão eleitoral, Fernando José manteve-se interessado em encabeçar a chapa e Silvânia manteve-se desistente desse propósito.

Em um SÉTIMO momento ressurgiu Reinaldo da REMA como interessado em também encabeçar uma chapa.

A votação para definir entre Fernando e Reinaldo já estava para começar, quando em um OITAVO momento, manifesta-se o empresário Celisvaldo da Leancelly`s, no meio da reunião, e coloca seu nome como interessado a também encabeçar uma nova chapa.

Em um NONO ato, a votação definiu Reinaldo da REMA como o indicado para encabeçar a possível nova chapa.

O Correio Sul Goiano divulgou cada momento desses, como você pode conferir nas matérias abaixo.

Mas, eis que agora, em um DÉCIMO momento, a Comissão Eleitoral reavaliou toda a documentação desses momentos todos que aconteceram até aqui e decidiu por a Eleição marcada para o dia 12, sexta-feira, está cancelada. 

A Ata com esta decisão foi publicada ontem, no placar da ACIM e hoje bem cedo para os órgãos de comunicação da cidade.

A Ata explica o não cumprimento do Artigo 48, que é montar uma chapa a partir do momento que nenhuma das apresentadas anteriormente foi registrada.

A Comissão se refere a esta chapa, que seria encabeçada por Reinaldo. Apenas ele, Reinaldo apresentou todos os documentos necessários, enquanto outros membros da chapa não o fizeram. Diante disso a Comissão eleitoral decidiu cancelar a eleição do dia 12.

Na Ata, a atual Comissão sugere à Diretoria da ACIM que eleja uma nova Comissão Eleitoral, para que esta possa então ELABORAR UM NOVO EDITAL SEGUINDO AS NORMAS DO ESTATUTO DA ACIM PARA UMA FUTURA ELEIÇÃO.

O Correio Sul Goiano segue aguardando as novas decisões para novamente publicar aqui.

Da redação, por Leonardo Costa, na quarta-feira, 10/01/2018

E veja também:

RODOU… RODOU E VOLTOU PARA O MESMO LUGAR! REINALDO QUE PERDEU ELEIÇÃO QUE FOI ANULADA PODERÁ SER O CANDIDATO ÚNICO NA ACIM

teste

Exatamente 1 ano e 40 dias após a eleição que foi anulada na ACIM, Reinaldo “Reinone” da Rema Distribuidora, que na época perdeu a votação, finalmente foi escolhido pelos 18 membros da diretoria como o candidato único para a nova eleição da Associação Comercial e Industrial de Morrinhos.

Fomos informados que dos 24 membro da diretoria, 18 compareceram, e os demais justificaram suas ausências – alguns por motivo de viagem.  

A ACIM vive 405 dias de extrema angústia nesse 1 ano e 40 dias após a inédita judicialização do processo eleitoral.

A diretoria que teve seu mandato prorrogado por decisão judicial se esforça e peleja de maneira louvável, mas, pouco pode fazer diante do desânimo que tomou conta de muitos associados.

Após a vitória apertada de Celisvaldo Inácio da Leancellys para presidente da ACIM, em 25/11/2015, a chapa perdedora entrou na justiça apontando falhas no processo de votação.

Só depois de 1 ano a decisão de primeira instância foi publicada com a anulação da referida eleição e determinação judicial para realização de novo pleito.

Este um ano de indefinições fez muito mal à ACIM que tem mais de 50 anos de fundação e é uma instituição respeitada pela sociedade.

A participação dos associados que já não era grande diminuiu ainda mais.

Lamentavelmente muitos associados se desiludiram com a Associação Comercial.

O número de associados parece ter diminuído. A inadimplência aumentou.

A adesão às campanhas é baixíssima e as promoções tão tradicionais, como a de natal, por exemplo, ficaram prejudicadas pelo desanimo dos comerciantes que viram pela primeira vez a sua Associação “sangrar” com as muitas indefinições aguardando a decisão do inédito processo judicial.

Pouquíssimas cotas foram comercializadas, mesmo com todo o empenho da atual diretoria.

Para minimizar os traumas e tentar abrandar a situação difícil por que passa a ACIM, o atual presidente Dr. Cláudio Serafim usou do diálogo para evitar nova disputa e buscar o consenso na montagem de única chapa que abrigasse pessoas dos grupos antagônicos em prol do melhor para a ACIM. Quase deu certo!

A chapa de consenso chegou a ser montada, mas na reta final do prazo para registro de candidaturas, uma segunda chapa foi registrada, quebrando o consenso.

Mas, ao analisar a documentação das duas chapas, a Comissão Eleitoral percebeu a falta de alguns documentos e decidiu não homologar nenhuma das duas.

Isso criou uma nova situação inusitada na ACIM.

De acordo com as normas, quando isso acontece, passa a ser da atual diretoria a missão de se reunir e montar uma chapa para concorrer ao pleito. Ou seja, voltou-se na ideia inicial do Dr. Cláudio que era “não ter disputa” e montar única chapa.

Na noite de quinta-feira, 04/01/18, a diretoria se reuniu para tomar essa providência. Ao menos 3 empresários se mostraram interessados em assumir a presidência da ACIM: os dois que disputaram a eleição anulada, de 2015 – Celisvaldo que venceu e Reinaldo que perdeu na votação, mais o empresário Fernando José, que já foi presidente da Associação.

No fim, Reinaldo acabou sendo definido como candidato a presidente numa chapa que ainda tem Fernando José como vice-presidente.

Agora, duas questões fundamentais, entre muitas outras, passam a chamar a atenção:

1º) A Comissão Eleitoral vai homologar esta chapa que foi definida na noite de quinta-feira, dia 04 de janeiro? Será que a documentação dessa vez será aprovada? Será que todos estão aptos a concorrer?

2º) Será que haverá nova contestação judicial para este complicado e confuso processo de escolha? Será que ninguém mais vai acionar a justiça, após todas essas indas e vindas?

Vamos aguardar para ver. Até lá, Reinaldo é o candidato único a presidente da ACIM, escolhido em reunião que aconteceu na noite de quinta-feira, 04/01/2018, na sede da ACIM.  

Da redação, por Leonardo Costa, na quinta-feira, 04/01/2018

E veja também:

TÁ DIFÍCIL… APÓS QUEBRA DE CONSENSO E REGISTRO DE DUAS CHAPAS, NENHUMA DAS DUAS CONSEGUIU SER HOMOLOGADA PELA COMISSÃO ELEITORAL. FALTARAM DOCUMENTOS!

Publicado na terça-feira, 02/01/2018

teste

Nenhuma das duas chapas que foram registradas para concorrer na eleição da Associação Comercial e Industrial de Morrinhos foi aprovada pela Comissão Eleitoral.

As duas chapas ficaram devendo documentos essenciais para sua homologação.

Após as primeiras reuniões a Comissão Eleitoral informou aos membros das duas chapas e deu prazo para que eles pudessem apresentar a documentação pendente. 

Esgotado o prazo, nenhuma das duas chapas apresentou a documentação exigida, e, portanto, não tiveram seu registro confirmado pela Comissão Eleitoral.

São questões apenas burocráticas. Nada que desabone algum dos membros das chapas.

Agora, de acordo com as regras do Estatuto da ACIM e do Edital da Eleição, o atual presidente da Associação terá 05 dias, a partir desta terça-feira, 02/01/18 para montar única chapa que concorrerá ao pleito.

Caberá então, ao Dr. Cláudio Serafim, que está na presidência da ACIM conseguir o consenso entre os interessados para formação da chapa única.

O prazo é curto. A votação está marcada para 12 de janeiro.

Nos próximos dias saberemos quem será o candidato a presidente da ACIM e os demais membros da diretoria.

Fernando e Silvânia podem ser indicados, mas agora, é preciso que haja consenso, pois apenas um dos dois poderá ser indicado como presidente – ou ainda, um nome diferente dos dois.

O Correio Sul Goiano continua acompanhando o desenrolar deste processo. 

E veja também!

SILVANA FERRAZ x FERNANDO JOSÉ! EMPRESÁRIOS DEVEM DISPUTAR PRESIDÊNCIA DA ACIM. CONFIRMAÇÃO SERÁ NA QUINTA-FEIRA DIA 28/12/17

Publicado na terça-feira, 26/12/17

acim editada

Não houve consenso.

Na quinta-feira, 28/12, a Comissão Eleitoral da Associação Comercial e Industrial de Morrinhos deverá abrir os envelopes com o registro das chapas que pretendem concorrer à eleição da ACIM, em 12 de janeiro.

Retifica União de Motores Fera

Edimar, Samuel e Celismar compõem a Comissão Eleitoral.

Os registros foram feitos em envelopes lacrados, com documentos que contém os nomes de todos os componentes das chapas.

a-astek

Nossa reportagem já conseguiu apurar que os candidatos a presidente serão Silvânia Ferraz da Astec Irrigação e Fernando José da Suprema Comunicação Visual.

Assim que os envelopes forem abertos na quinta-feira vamos divulgar aqui no Correio Sul Goiano, os membros para cada cargo em cada uma das chapas.

Publicado na sexta-feira, 22/12/2017 – por Leonardo Costa.

Sabor Natural Para Site

CHAPA DE CONSENSO PODE NÃO VINGAR NA ACIM

A preocupação de alguns associados da ACIM com a instituição geraram conversas na última semana que poderiam evitar nova disputa pela presidência após um período de indefinições, exatamente um ano depois de uma eleição que foi anulada, estando a atual diretoria ocupando os cargos interinamente por decisão judicial.

mercotintas-mosaico-01

É inédito na história da ACIM a judicialização de um processo eleitoral. Em um momento tão delicado alguns associados resolveram colocar a instituição acima de seus interesses pessoais e propuseram a formação de única chapa para evitar nova disputa em um momento tão delicado.

Posto Gil 03

“Muitos de nós tem projetos e desejos de assumir a direção da ACIM para poder mostrar um pouco de seu trabalho, mas neste momento temos que ser responsáveis e evitar novos embates, disputas e rachas internos. A ACIM precisa que sejamos coerentes e deixemos nossas vaidades de lado” – disse um associado das antigas e bastante atuante.

Mas, as negociações que pareciam estar evoluindo bem até então, agora parecem que não vão vingar. Ao que parece algumas pessoas parecem ter desistido da união em torno de única chapa. Uma disputa entre dois ou até três candidatos poderá surgir nas próximas horas.

A terça-feira, 19/12 poderá ser decisiva neste processo. Como diria o meu amigo Paulinho lá de Goiatuba, “o Cibazol derrancou”.

O registro de chapa pode ser feito até sexta-feira, dia 22/12/17. Vamos aguardar para ver. Tenho certeza que todos estão pensando no bem da ACIM.

Publicado em 18/12/2017 – da redação do Correio Sul Goiano, por Leonardo Costa.

Leia também:

SILVÂNIA DA ASTEC IRRIGAÇÃO DEVERÁ SER A NOVA PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE MORRINHOS – A PRIMEIRA MULHER A DIRIGIR A ACIM EM TODA SUA HISTÓRIA

Publicado no domingo, 17/12/2017

Associação Comercial e Industrial de Morrinhos

Depois que a Sentença Judicial foi publicada anulando a eleição da ACIM e determinando novo pleito, o novo Edital foi publicado e os interessados em concorrer à presidência já estão se manifestando.

Sabor Natural Para Site

O vencedor da eleição anulada, Celisvaldo da Leancellys e o segundo colocado Reinaldo da REMA Danone mostraram interesse em concorrer, mas após algumas conversações acabaram chegando à conclusão de que seria melhor não haver disputa neste momento, e que um candidato de consenso seria a melhor opção neste momento para a ACIM.

Após muito diálogo e algumas sugestões, o nome de Silvânia, da ASTEC Irrigação foi o que mais agradou as duas partes interessadas.

mercotintas-banner-site-01

Silvânia deverá ser única candidata, encabeçando uma chapa de consenso que será formada por pessoas indicadas pelas duas chapas desistentes, antes encabeçadas por Celisvaldo e Reinaldo.

Em reunião que aconteceu na tarde de quinta-feira, 14/12, na sede da ACIM, Silvânia aceitou a indicação, porém não deu sua palavra final se será candidata esclarecendo que antes necessitaria conversar com seus familiares para só então aceitar de vez ser a candidata.

Nova reunião aconteceu na tarde de sexta-feira, 15/12, mas divergências na montagem da chapa impediram que uma conclusão fosse tomada.

Retifica União de Motores Fera

Outra reunião está marcada para segunda-feira, 18/12, quando finalmente deveremos ter a confirmação de Silvânia da ASTEC Irrigação como única candidata a presidência da Associação Comercial e Industrial de Morrinhos, com uma chapa formada em consenso.

astecSe isso se confirmar Silvânia será a primeira mulher a presidir a ACIM, em décadas de história.

Eu particularmente entendo que a eleição de Silvânia seria algo muito bom para a ACIM.

Primeiro porque Silvânia é extremamente competente em todos os empreendimentos que administra. É conciliadora e totalmente preparada para administrar os conflitos da ACIM, que não são poucos. Um dos grandes desafios será encontrar disponibilidade de deixar seus negócios para se dedicar à Associação que neste momento precisa de um presidente e de uma diretoria presentes, atuantes, dedicados para recuperar o tempo perdido.

O prazo para registrar candidatura termina na sexta-feira, dia 22 de dezembro e a votação será no dia 12 de janeiro de 2018. O mandato é referente ao triênio 2017 a 2019.

Da redação, por Leonardo Costa, do Correio Sul Goiano

a-astek

Leia também:

APÓS UM ANO DE SUSPENSÃO, ELEIÇÃO DA ACIM FOI ANULADA E NOVA VOTAÇÃO ESTÁ MARCADA PARA 12 DE JANEIRO DE 2018

Publicada na sexta-feira, 08 de dezembro, 2017

Após ser notificado de Sentença Judicial anulando o pleito de 25 de novembro de 2016, e determinando nova eleição da diretoria da Associação Comercial e Industrial de Morrinhos, o presidente Cláudio Daniel Serafim, publicou Edital de Convocação chamando os associados para a Assembléia Geral no dia 12 de Janeiro de 2018, no auditório da ACIM, das 08h00 às 17h00 horas.

NÃO serão admitidos votos por procuração ou em trânsito. (Art. 50º § 3º)

Posto Gil2

O associado para ter direito ao voto ou ser candidato, deve estar com todas mensalidades QUITADAS, (Art.:13º, item a) devendo retirar a carta de quitação de sua empresa junto a tesouraria da ACIM, bem como retirar Certidão Simplificada da empresa na JUCEG, emitida após a publicação deste edital, lembrando que o prazo de entrega da mesma pela JUCEG, pode demorar até 2 dias úteis, comprovando sua condição de sócio da empresa; de acordo com o estatuto (Art.:50º, § 3º) e decisão judicial;

mercotintas-mosaico-01

Para ter direito a voto o associado deverá retirar a carta de quitação na secretaria da ACIM, acompanhada da Certidão Simplificada da JUCEG e documento de identificação pessoal, (Art.:50º, § 2º e Art.:66º, § 2º)

O prazo para o pedido de registro de chapas inicia-se no dia 07 de dezembro de 2017 e encerrar-se-á às 18h00 horas do dia 22 de dezembro 2017, (Art.:47º, § 1º) devendo ser requerido em formulário próprio emitido pela ACIM e protocolado na Secretaria da mesma em horário de funcionamento.

Serão admitidos os registros apenas de chapas completas, com a descrição dos cargos, e assinatura dos componentes, (Art.:47º, § 1º) como definido e observadas as condições de elegibilidade descritas no estatuto da ACIM e juntado todos os documentos de acordo com o seu estatuto.

Sabor Natural - 12

A ficha de inscrição das chapas não poderá conter nenhuma rasura e ter anuência por escrito de todos os candidatos, (Art.:47º, § 1º) e (Art.: 67º, § 1º) ou que esteja ilegível, passível de até indeferimento da inscrição da chapa por parte da Comissão Eleitoral, (Art.:47º, § 4º)

As chapas para concorrer a Nova Diretoria deverá renovar no mínimo 1/6 do número de dirigentes eleitos na Diretoria do Biênio 2014/2016, tendo como total de dezoito componentes da Diretoria e seis membros que formarão o Conselho Fiscal, com a nominação dos cargos, totalizando 24 associados, (Art.:70º)

Retifica União de Motores Fera

Publicadas as chapas, (Art.:47º, § 4º) na forma prevista no Estatuto da ACIM, poderão ser formuladas impugnações, no prazo de 48 horas, por quem tenha legitimidade para fazê-lo.

Os Candidato a Presidente, 1 º e 2º vice, (Art.:39º); 1 º e 2º Tesoureiro, 1º e 2º Secretário, componentes da Chapa, deverão apresentar os seguintes documentos:

Cópia da Certidão de Inteiro Teor emitida pela JUCEG, protocolada na Secretaria da ACIM, que comprove ser sócio-proprietário da empresa associada, em caso da Pessoa Jurídica, não podendo ser procurador da empresa.

Carta de Quitação de débitos emitidos pela ACIM.

Certidão Negativa do SPC- Brasil;

Certidão Negativa Civil e Criminal;

a-astek

Sócios beneméritos, (Art.:8º e Art.:30º, item b) não se aplica os documentos exigidos nos itens 10.1/10.2; necessitando de cópia do certificado de Sócio ou cópia da ATA.

Os demais componentes das chapas, deverão apresentar Carta de Quitação atualizada retirada na sede da ACIM, Certidão Simplificada da empresa emitida pela JUCEG,

Certidão Negativa Civil e Criminal, comprovando estarem aptos a compor as chapas concorrentes a direção da ACIM, todos documentos emitidos após publicação deste edital;

A Mesa Eleitoral será composta por 03 membros efetivos: Edimar Garcia da Silva, Samuel Donizete Marcelino, Silvânia Agostinha Ferraz e 2 suplentes: Celismar Alves de Morais, Eliecilia de Fátima Martins Serafim, (Art.:65º)

CEL 06

Cada Chapa inscrita deverá nomear 02 fiscais que sejam sócios, (Art.:13º) sendo 1 efetivo e um suplente, para fiscalizar a comissão eleitoral no dia do pleito (12/01/18). Os nomes deverão ser protocolados na secretária da ACIM, 48horas antes do pleito (até 09/01/18), com anuência por escrito dos mesmos, bem como a carta de quitação e Certidão Simplificada da JUCEG, (Art.76º)

Na ausência de regulamentação expressa neste Edital, aplicam-se as previsões contidas no Estatuto da ACIM, concernente a matéria eleitoral e os casos omissos pela Legislação Eleitoral;

Deverão ser observadas pela Mesa Eleitoral os dispositivos do Estatuto da ACIM, podendo tomar medidas que assegurem a democracia neste pleito, (Art.:75º e 76º).

Da redação do Correio Sul Goiano, por Leonardo Costa, em 08 de dezembro de 2017

Sabor Natural Para Site

Leia também:

UM ANO APÓS ELEIÇÃO QUE FOI SUSPENSA PELA JUSTIÇA, ACIM SEGUE EM PERÍODO DE INDEFINIÇÕES

Publicada em 26 de novembro de 2017, por Leonardo Costa

No dia 25 de novembro de 2016 a Associação Comercial e Industrial de Morrinhos realizou eleição para nova diretoria. Foi uma disputa acirrada com dois candidatos disputando voto a voto o direito de dirigir por 03 anos uma das mais fortes, importantes, respeitadas, conceituadas e influentes instituições de nossa cidade.
 
A vitória da chapa encabeçada por Celisvaldo da Leancelly’s sobre a chapa encabeçada por Reinaldo da Rema Danone foi apertada, por diferença de apenas 6 votos, 95 x 89.
 
Mas, a chapa vencedora nunca assumiu a direção da Associação Comercial e Industrial de Morrinhos. A eleição foi contestada e o pleito foi judicializado iniciando um capítulo inédito na bela história da ACIM.
 
A chapa derrotada alegou irregularidades na eleição e apresentou recurso junto ao Poder Judiciário que acatou a denúncia e suspendeu a posse da diretoria eleita na votação do dia 25 de novembro de 2016.
 
Também ficou decidido que a atual diretoria, que estava em final de mandato permaneceria na condução da Associação, enquanto o resultado judicial não fosse pronunciado em definitivo.
Posto Gil 03 
De lá para cá a equipe liderada pelo Dr. Cláudio Serafim vem se desdobrando entre suas atividades em seus comércios e as suas obrigações junto à ACIM. Eles esperavam ficar por 03 anos e já estão a quase 04 na diretoria da Associação.
 
Dr. Cláudio Serafim é um exemplo de dedicação e empenho. Mas, o tempo acaba sendo pouco para duas obrigações tão importantes: cuidar de seus negócios e clientes e ainda dirigir a ACIM. Mas, ele tem se empenhado muito. Merece todo tipo de reconhecimento e elogios.
 
Mas, o fato de ser uma diretoria na interinidade, sem saber nem mesmo até quando permanecerão nos cargos, deixa os diretores sem condições de planejamento. Inevitavelmente as ações ficam prejudicadas. Por mais que cada um deles se dedique e se empenhe, ao lado dos funcionários, não há como negar que o trabalho de todos é atrapalhado. O próprio associado fica meio perdido em meio à indecisão e às incertezas.
 
É sem dúvida, um dos momentos mais angustiantes e entristecedores na história da ACIM. Tem muita gente com vontade de trabalhar e atuar em favor da instituição, mas, muito pouco pode ser feito.
 
Uma diretoria que não sabe nem até que dia fica no cargo, podendo ser destituída ainda hoje, ou a qualquer momento não tem como realizar um planejamento de ações. Por mais dedicada e empenhada que seja não há como se planejar. E todos nós sabemos que planejamento é sem dúvida a base para o sucesso de cada ação, especialmente relacionadas ao comércio e à indústria.
 
Diante desses e outros fatores este foi um ano de muito desânimo para os associados. Em decorrência dos fatos narrados, como um reflexo de toda a situação de indefinições as campanhas do dia das mães, namorados, pais e crianças ficaram prejudicadas. Não tiveram o mesmo brilho de anos anteriores. Além do mais, ainda existe a crise pela qual passa o país, o que só faz agravar a situação. As campanhas são feitas justamente para ajudar a superar as crises e auxiliar nas ações de venda.
 
Por fim, a campanha de Natal, que sempre foi muito bem conduzida pela ACIM, tanto pelas diretorias anteriores, quanto pela atual, neste ano está muito abaixo do potencial da ACIM e muito abaixo do potencial do comércio e dos consumidores de Morrinhos. Temos um comércio forte, com empresários inteligentes e bem sucedidos. Um público consumidor exigente, porém, consumidor, no entanto, com uma campanha que é superada por cidades de comércio infinitamente menor que o morrinhense. Uma pena. Isso é ruim para todos, pois todos ficam prejudicados.
 
Todos seguimos aguardando o desfecho, na justiça, da eleição que não valeu. Vai ser confirmada? Vai ser anulada? Teremos nova eleição? Quando?
 
Sabemos que decisões judiciais costumam mesmo ser demoradas, até porque o processo precisa ser bem avaliado e estudado, para que a decisão seja acertada e baseada na legislação vigente. Isso não se discute. Não é esta a questão central. O que falamos aqui é que um terço do período de mandato já está quase passado e a Associação sofre com a situação inédita criada a partir de uma eleição contestada judicialmente. Direito legítimo de quem se sente prejudicado. Outro ponto que não se discute. Até porque, recorrer à justiça é a maneira mais democrática de se resolver conflitos, pois as alegações são colocadas diante de um magistrado que mediará os interesses e decidirá diante dos fatos, alegações e da legislação em vigor.
 
Até lá a ACIM segue vivendo este inédito capítulo de sua história. Nada de bom ele acrescenta à Associação Comercial e Industrial de Morrinhos. Nada de bom ele acrescenta ao comércio. Nada de bom ele acrescenta aos associados que estão desanimados e a cada dia muitos se mostram desinteressados com a Associação, num momento em que um trabalho poderia estar sendo feito para despertar o interesse dos comerciantes pela Associação, acontece exatamente o contrário. Muitos dos que já estão dentro não se sentem estimulados e vão perdendo interesse e os que estão fora, e poderiam ser angariados para se associar e fortalecer a instituição não encontram motivos para isso. Ruim. Muito ruim esta situação toda.
 
Da redação, por Leonardo Costa, do Correio Sul Goiano.
a-astek

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

%d bloggers like this: