Sexta-feira, 20/ Julho/ 2018
Veja as ultimas Noticias
EXECUÇÃO! Dois agentes penitenciários são mortos com vários tiros em Anápolis, em menos de 10 horas!

EXECUÇÃO! Dois agentes penitenciários são mortos com vários tiros em Anápolis, em menos de 10 horas!

Dois agentes penitenciários foram mortos em menos de 10 horas na cidade de Anápolis. Os dois foram executados com vários tiros. O segundo morreu enquanto participava do velório do colega.

Eduardo Barbosa o primeiro agente executado

Eduardo Barbosa o primeiro agente executado

O primeiro Homicídio do ano na cidade de Anápolis ocorreu logo no início da manhã quando Eduardo Barbosa dos Santos, Agente Prisional Temporário que trabalhava no presídio de Anápolis foi executado na porta da casa onde morava, no bairro Boungaville. Ele foi executado com vários disparos de pistola.

caramba

A Polícia Militar foi acionada e o SAMU também, mas ao chegarem ao local os socorristas já encontraram o homem sem vida. A Polícia Civil assumiu as investigações do caso.

A SEGUNDA EXECUÇÃO

No entanto a história cruel e dramática ganhou contornos de atrocidade quando no meio da tarde um segundo agente também foi executado.

Ednaldo Monteiro, ex chefe de Segurança do mesmo Presídio de Anápolis foi executado com mais de 20 tiros nas proximidades do velório do amigo, enquanto comprava flores para o funeral de Eduardo Barbosa que havia sido morto pela manhã.

Veja que as imagens do sistema de segurança de um estabelecimento comercial mostram o momento exato em que Ednaldo Monteiro é emboscado.

Ao entrar no próprio carro para deixar o local onde estava, ele é cercado por três homens que desceram de um carro que surgiu rapidamente, parecendo chegar após estar na espreita aguardando o momento certo para a execução.

caramba 5

Os homens atiraram várias vezes contra Ednaldo que morreu instantaneamente, dentro do carro que ficou cheio de marcas de tiros de pistolas.

Ednaldo Monteiro havia sido preso há algum tempo atrás, em uma grande Operação do Ministério Público, onde além dele o diretor do presídio Fábio Oliveira também foi preso.

Na referida operação o Ministério Público investiga uma rede de regalias para os presos. Tudo acontecia com o consentimento dos agentes penitenciários, segundo o MP.

Após algum tempo detido, Fábio Oliveira, que é apontado pelo Ministério Público com um dos líderes do esquema foi libertado e ganhou o direito de cumprir pena usando tornozeleira eletrônica.

Na tarde da mesma terça-feira, após o segundo assassinato, pessoas relataram que um carro e uma moto passaram várias vezes na porta da casa de Fábio Oliveira. As pessoas desconfiam que ele poderia ser o terceiro alvo dos assassinos.

Da redação do Correio Sul Goiano, por Leonardo Costa.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

%d bloggers like this: