Sexta-feira, 1/ Julho/ 2022
Veja as ultimas Noticias
GOLPE: Mulher cai na estória do “bilhete premiado” – homens levam R$ 3.000,00

GOLPE: Mulher cai na estória do “bilhete premiado” – homens levam R$ 3.000,00

É… a manhã de segunda-feira, 28/12, foi mesmo diferenciada em Morrinhos! Mesmo com todas os alertas das Polícias Civil e Militar, mais uma pessoa foi vítima do “golpe do bilhete premiado” – um dos mais antigos aplicados pelos bandidos, ladrões, safados, mas, que ainda se mostra eficiente, especialmente contra as pessoas de idade mais avançada – o que torna o crime ainda mais cruel, indecente e imoral.

Nova loja, à Av. Manoel Lemes de Mendonça... AGUARDEM!!!

Em breve… nova loja, à Av. Manoel Lemes de Mendonça… AGUARDEM!!!

Era próximo das 11h00 da manhã quando uma mulher de aproximadamente 60 anos descia pela Rua Manoel Lemes de Mendonça, pouco abaixo da Escola Alfredo Nascer, e próxima à rotatória que dá acesso à Rua Pará foi abordada.

Ela foi abordada por dois homens, também de idade mais avançada, segundo a vítima entre 50 e 60 anos. Os homens estavam muito felizes e disseram a ela que tinham ganhado na loteria.

Mas, para receber o prêmio eles teriam que pagar alguma coisa – ela não soube explicar se uma taxa, ou o que eles disseram para ela – fato é, que eles a convenceram de lhes “emprestar” R$ 3.000,00, em troca de uma quantidade maior, algo em torno de R$ 30.000,00 – que eles dariam para ela, alguns minutos depois que eles recebessem o prêmio.

A mulher se interessou em ganhar uma pequena bolada sem fazer muito esforço, e isso facilitou a vida dos safados.

A vítima desceu toda a Rua Pará a pé, foi até a agência da Caixa Econômica Federal, sacou os Três Mil Reais de sua conta e entregou o dinheiro “limpinho” nas mãos dos sortudos ganhadores da loteria.

Eles saíram dizendo que iriam resgatar o prêmio e depois voltariam para entregar a ela os Trinta Mil Reais prometidos, mas até agora não voltaram.

a din 2

A mulher procurou a Polícia Militar e foi orientada a procurar também a Polícia Civil.

A Polícia Militar fez vários patrulhamentos pela cidade tentando encontrar homens com as características passadas pela vítima, mas, não conseguiu encontrar ninguém.

É que após o golpe, esse marginais vagabundos costumam trocar de roupa, com cores bem diferentes das que foram citadas pela vítima. Eles se separam e passam a andar com outros comparsas de fisionomia física diferente, talvez até mulheres, ou ainda, simplesmente vão embora da cidade, para aplicar golpes em outras pessoas, interessadas em ganhar um dinheirinho por emprestar R$ 3.000,00 por poucos minutos.

Por isso, todo cuidado é pouco, pois os golpes são de modalidades diferentes e as pessoas que os aplicam estão bem treinadas para isso. Elas podem convencer muita gente. (Da redação, por Leonardo Costa, com informações da Polícia Militar)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*