Quarta-feira, 3/ Junho/ 2020
Veja as ultimas Noticias
Moradores de Morrinhos são presos suspeitos de roubo em Itumbiara e Goiatuba

Moradores de Morrinhos são presos suspeitos de roubo em Itumbiara e Goiatuba

Na segunda-feira, 15/06, Policiais civis do GEPATRI da 6ª DRP, coordenados pelo Delegado Lucas Finholdt, cumpriram mandados de prisão preventiva em desfavor de Thales Eduardo de Barros, de 21 anos e Marcos Júnior Martins de Oliveira, de 18 anos, em razão da prática de roubo duplamente qualificado em desfavor de um estabelecimento comercial de Itumbiara.

Na foto abaixo, câmera de segurança monstra os dois suspeitos se passando por consumidores, ainda antes de anunciar o assalto

OS DOIS - 02

O delegado regional, Dr. Ricardo Torres Chueire informou que o crime aconteceu no dia 12 de maio de 2015, por volta de 18h00, em uma farmácia na cidade da fronteira.

Na ocasião, dois indivíduos entraram armados e, após fingir que seriam clientes, anunciaram o assalto.

Logo em seguida, ordenaram que os funcionários deitassem no chão, subtraíram dinheiro e objetos pessoais, fugindo para Morrinhos.

Foto abaixo mostra suspeito empunhando arma de fogo – câmera de segurança

OS DOIS - 03

Segundo o Dr. Lucas Finholdt, durante a fuga, uma hora depois do primeiro roubo, os investigados roubaram outro estabelecimento comercial. Desta vez, uma distribuidora de bebidas em Goiatuba.

Após representar pelos mandados de prisão preventiva, a equipe do Gepatri capturou os investigados em Morrinhos, ocasião em que também parte do produto do crime foi recuperado. Policiais civis lotados em Morrinhos auxiliaram na identificação dos investigados.

O delegado Lucas Finholdt disse que ao serem interrogados na sede do Gepatri, em Itumbiara, Thales e Marcos confessaram os roubos, tanto em Itumbiara quanto em Goiatuba, sendo, ainda, reconhecidos pelas vítimas.

Thales Eduardo de Barros possuía outro mandado de prisão em aberto expedido há menos de um mês, por crime cometido em Morrinhos, e segundo o delegado, ele possui diversas passagens policiais, pelos crimes de receptação, adulteração de sinal de veículo automotor, furto qualificado e corrupção de menores, entre outros.

Após o cumprimento do mandado de prisão preventiva decretado pelo Poder Judiciário de Itumbiara, em virtude do cometimento do crime de roubo duplamente qualificado pelo emprego de arma de fogo e de concurso de pessoas, os investigados foram recolhidos ao Presídio Regional de Sarandi.

A pena de roubo qualificado pode chegar a 15 anos de reclusão para cada um dos crimes cometidos. (Da redação, por Leonardo Costa. Fonte: Delegado Ricardo Torres Chueire, e delegado Lucas Finholdt)

MERCOTINTAS 03

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

%d bloggers like this: