Terça-feira, 29/ Setembro/ 2020
Veja as ultimas Noticias
Revoltada com atendimento, cliente perde paciência e quebra computadores de loja

Revoltada com atendimento, cliente perde paciência e quebra computadores de loja

Jamais eu postaria aqui em nosso site algo que fizesse apologia à violência, ou ao descumprimento das leis. As questões mais complicadas devem ser resolvidas com diálogo, paciência e tolerância.

Violência só gera mais violência e não resolve as questões. Quem é que nunca teve vontade de descontar sua arrebentar em um caixa automático de um banco qualquer quando você chega lá em pleno fim de semana e de 8 caixas só tem dois funcionando e neles o dinheiro acabou?

Porém, não é assim que funciona! Isso é errado e temos que repudiar essas atitudes. Vamos sempre dizer não à violência e dialogar.

Mas, ao me deparar com um fato ocorrido hoje, terça-feira, 07/07, em Morrinhos, resolvi ao menos olhar para o outro lado da moeda. É que um problema acabou me fazendo fixar o pensamento em outro. Farei meu comentário sobre isso após a informação.

Lembro que nosso site é informativo e opinativo. Vou separar as coisas – como sempre faço – primeiro informarei, depois opinarei. Vamos aos fatos:

MULHER PERDE PACIÊNCIA E QUEBRA COMPUTADORES DE LOJA

Era próximo das 14h15 desta terça-feira, 07/07, quando uma mulher perdeu a paciência com a falta de resolução para um problema com seu telefone celular e o chip do aparelho. Ainda não ouvimos a versão oficial da loja e nem a mulher, mas, nossas informações tem base no Boletim de Ocorrências da Polícia Militar.

A mulher relatou à PM que comprou dois aparelhos de telefone celular numa loja de Morrinhos – a que representa a Operadora Claro. Depois ela teria comprado os chips em outra loja.

Segundo relatos um dos chips não estava funcionando de maneira adequada e a mulher foi à loja da Operadora de Telefonia procurar ajuda para resolver a questão, mas não conseguiu.

De acordo com seus relatos, ela fez isso mais de uma vez, e não teve seu problema resolvido.

A loja por sua vez alega que o problema não era do aparelho, por isso, não tinha como ajuda-la. As atendentes indicaram um número de telefone para a cliente ligar. Era só isso que elas podiam fazer. A loja não tem como resolver a questão, somente a operadora.

Isso irritou a cliente e diante de tamanha insatisfação e revolta, nesta terça-feira, ao voltar à loja e de novo não ter a resolução para seu problema, a mulher perdeu a paciência. Ela simplesmente pegou um machado e quebrou alguns móveis da loja.

IMG-20150707-WA0185

Foi um susto tremendo para as funcionárias da loja que ficaram apavoradas com a ação da cliente insatisfeita. A mulher de 49 anos se mostrou bastante enfurecida e começou a desferir vários golpes de machado contra os móveis.

As funcionárias pediram ajuda aos que passavam pela rua e por sorte, uma viatura da Polícia Militar estava nas proximidades, no elogiável trabalho que a PM de Morrinhos faz junto ao centro comercial.

O Cabo Andrei e o Cabo Nirlando chegaram rapidamente à loja e conseguiram conter a mulher, com o auxílio de algumas pessoas que já estavam na loja para ajudar.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, porque um a das funcionárias da loja, que estava gestante sentiu-se mal. Mas, ela passa bem. Graças a Deus, foi só o grande susto do momento. 

IMG-20150707-WA0176

Ivonete Maria de Jesus foi contida pelos policiais e conduzida à Delegacia de Polícia Civil, onde prestou esclarecimentos e foi liberada.

Volto a dizer que atitudes assim são extremamente erradas. Violência não se justifica em nada. Sou contra a violência.

Mas, temos que aproveitar esta questão para ao menos tirar proveito de algo. O fato nos faz lembrar o quanto nós todos, enquanto clientes, somos mal servidos.

Não falo aqui da loja referida neste episódio. Meu comentário a partir de agora não tem nada a ver com a loja Claro em Morrinhos e nem com esta mulher em questão.

Só quero aproveitar este episódio para lembrar o quanto o consumidor é mal servido neste país.

Você sabia que as operadoras de telefone são as campeãs de reclamações no PROCON em todo o Brasil? Todas elas são denunciadas ao órgão de defesa do consumidor pelo atendimento que prestam a determinados clientes.

E tem aqueles números de atendimento automático que geralmente você tem que ouvir uma propaganda, depois várias opções de planos de assinatura, depois mais uma propaganda, em seguida o MENU de 1 a 9 para só depois tentar resolver seu problema. Um horror!

Um dia desses um funcionário de uma delas foi demitido por ter destratado verbalmente uma cliente ao telefone, no atendimento virtual da operadora.

Mas, não são só as operadoras de telefone não. E não é só o atendimento via fone que é ruim não. O atendimento pessoal em muitas lojas do comércio, nos mais variados segmentos deixa muito a desejar.

Tem horas que parece que você tá atrapalhando o vendedor ou a vendedora, que estão falando ao celular em seus locais de trabalho e você chega para ser atendido e ele nem te dá atenção. Você fica esperando ele terminar o bate papo para te atender.

E nos caixas de supermercado então?! As meninas estão passando sua compra e conversando umas com as outras em 2 ou até 3 caixas. As vezes falando mal do patrão, reclamando da carga horária, dizendo que tem que ir embora, mas a colega ainda não chegou e ela já está ali “de favor”. Já vi isso muitas vezes.

E os bancos? Putz… agora senta. É reclamação demais. Esses são outros campeões de denúncias no PROCON. Os bancos são desrespeitosos com seus clientes.

Hoje em dia você faz muito serviço para o banco.

Depósito: é você que faz, lá no caixa automático.

Talão de cheques: é você que tem que imprimir, lá no caixa automático. Antes eles vinham prontos.

Extrato: é você que tem que se virar, lá no caixa automático.

Mas, até aí tudo bem. Duro mesmo é quando você chega lá e os caixas estão parados, com defeito, manutenção ou fora do ar. É aí que muitos sentem vontade de ter um machado na mão. Mas, calma! A violência não se justifica. Jamais destrua um patrimônio privado ou público. Isso é crime e você deverá ser punido se fizer isso.

Poderia eu relacionar ainda várias outras situações de mau atendimento ao público, mas, vou ficar por aqui.

Se formos falar dos órgãos públicos aí a gente não daqui hoje. Lembre-se: violência só gera mais violência.

Seja tolerante, paciente e resolva os problemas com calma e diálogo, nem que antes você tenha que teclar um monte de números para depois dialogar com uma atendente.

Celeiro Site Novo - 01

Mercotintas Banner Site - 01

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

%d bloggers like this: