Quarta-feira, 21/ Novembro/ 2018
Veja as ultimas Noticias
Servidor Público foi preso suspeito de vender maconha em Morrinhos! Comprador também foi detido em ação do GPT da 10ª CIPM

Servidor Público foi preso suspeito de vender maconha em Morrinhos! Comprador também foi detido em ação do GPT da 10ª CIPM

O Correio Sul Goiano apurou que o funcionário da prefeitura negou fazer tráfico de drogas, mas admitiu ser usuário de maconha. A Polícia Militar encontrou dois pés de maconha e quase 1 kilo e meio da droga na casa onde ele mora.

OBS: Para compartilhar esta informação clique em CURTIR no fim desta página

Trata-se de Wander Carmo de Souza, de 45 anos, que além de trabalhar no setor de endemias do município também é tesoureiro da Associação de Orquidófilos de Morrinhos.

A PM informou que ele foi preso em flagrante, no final da tarde de segunda-feira, 07/05/18, na casa onde mora, à Rua Siena, no Jardim Romano na noite de segunda-feira, após a Polícia Militar receber uma denúncia anônima via COPOM 190.

O denunciante disse que Wander estaria vendendo drogas pelas ruas de Morrinhos, utilizando-se de uma motocicleta para fazer a comercialização e as entregas.

De acordo com o denunciante, Wander teria vendido uma porção de maconha para Alberto, de 50 anos.

De posse das informações o Grupo de Patrulhamento Tático – GPT – da 10ª CIPM foi ao local e encontraram Alberto adentrando na residência indicada.

Ao fazer a busca pessoal a PM encontrou no bolso da calça dele uma pequena quantidade de maconha.

O Correio Sul Goiano apurou ainda que ao ser questionado pelos policiais sobre a procedência do entorpecente Alberto informou que havia comprado a maconha de um homem conhecido como “Brow” pelo valor de R$ 30,00, poucos instantes antes da chegada do GPT.

OBS: Para compartilhar esta informação clique em CURTIR no fim desta página

Diante da informação colhida, o Grupo de Patrulhamento Tático, equipe comandada pelo Sargento Cláudio e composta pelo Cabo Andrei e Cabo João Paulo realizou a detenção de Alberto – o levou ao Hospital Municipal para exames de Corpo de Delito e em seguida para a Delegacia de Polícia Civil de Plantão.

Em seguida, dando continuidade à Ação Policial o GPT fez patrulhamento pela Rua Siena, no Jardim Romano, quando nas proximidades da Quadra 54, encontrou o indicado Wander Carmo, vulgo “brow”.

Durante a busca pessoal nada foi encontrado com ele, mas, durante a entrevista Wander informou à equipe policial que realmente havia uma pequena quantidade de maconha dentro de sua residência.

A PM informou que Wander colaborou com a investigação e autorizou a entrada da equipe do GPT no interior da residência para realizar uma busca residencial.

Ainda na presença de Wander os policiais encontraram em um cômodo aos fundos da casa, uma espécie de barracão ou área de despejo, dentro de uma caixa de isopor de cor branca, a quantidade de 1.450 gramas de uma substância esverdeada aparentando sendo maconha.

Um quilo, 450 gramas da droga estavam divididos da seguinte maneira:

03 porções grandes envolvidas em plástico de cor marrom juntamente com plástico filme transparente;

02 porções estavam envolvidas em plástico filme transparente;

01 porção envolvida em plástico de cor preta;

02 porções envolvidas em plástico de cor branca sendo estas semelhantes à embalagem da porção apreendida com o Alberto Oswaldo.

O Correio Sul Goiano descobriu que também foi apreendida uma fita adesiva de cor marrom utilizada para a embalagem das porções da substância aparentando ser maconha;

02 pés de maconha encontrados dentro de uma estufa no quintal da casa, sendo uma planta pequena de aproximadamente 20 centímetros de altura plantada em um vaso de cor preta, e o segundo pé, de aproximadamente 1 metro e meio de altura, em um vaso grande de cor preta, aparentemente preparado para a secagem;

Foi apreendida 01 balança de precisão de cor branca e verde sem marca aparente;

02 aparelhos celulares sendo 01 marca LG de cor branca e o outro da marca Motorola modelo Moto G, de cor preta;

O GPT também apreendeu R$ 804,00 em dinheiro, sendo em notas diversas, que segundo a polícia pode ser proveniente da venda de entorpecente;

01 Motocicleta Honda Fan, preta, placa de morrinhos que foi conduzida ao pátio da 10ª CIPM, sendo a moto indicada pelo denunciante como a que era utilizada por Wander na comercialização de entorpecentes.

Sendo assim, diante de todos esses fatos, foi dada a voz de prisão a Wander, que foi conduzido ao Hospital Municipal de Morrinhos para exames de Corpo de Delito, feito o relatório médico e em seguida encaminhado juntamente com os objetos apreendidos à Delegacia de Polícia Civil de plantão na cidade de Pontalina, ficando à disposição da autoridade policial de plantão para procedimentos cabíveis.

Wander nega fazer tráfico de drogas.

Disse que comprou a maconha para seu consumo próprio.

Questionado da quantidade ele informou que compra bastante para consumir o ano todo, pois tem medo de ficar comprando a todo momento.

OBS: Para compartilhar esta informação clique em CURTIR no fim desta página

O investigado disse ainda que comprou a maconha encontrada em sua casa na cidade de Aparecida de Goiània pagando aproximadamente R$ 2.000,00 por ela.

Wander disse ainda que o dinheiro que foi apreendido não é proveniente da venda de droga, e sim, pertence à Associação de Orquidófilos de Morrinhos, da qual ele é o Tesoureiro.

Segundo ele o dinheiro seria depositado na conta da AMO.

Por mais de uma vez Wander negou ser traficante e admitiu apenas ser usuário de maconha.

Da redação, por Leonardo Costa, do Correio Sul Goiano

OBS: Para compartilhar esta informação clique em CURTIR no fim desta página

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

%d bloggers like this: