Sexta-feira, 4/ Dezembro/ 2020
Veja as ultimas Noticias
SEM VELÓRIO: Homem assassinado a facadas é sepultado em Morrinhos, sem recursos para traslado do corpo

SEM VELÓRIO: Homem assassinado a facadas é sepultado em Morrinhos, sem recursos para traslado do corpo

Na manhã de segunda-feira, 21/12, nossa reportagem procurou a Prefeitura de Morrinhos para informações a respeito do sepultamento de José Edilson da Silva.

Rapidamente, o Assessor de comunicação, Jaílson Silva nos colocou em contato com o prefeito Rogério Troncoso, via fone.

Ele nos explicou que, em momento algum a prefeitura, em qualquer secretaria foi procurada por familiares ou amigos da vítima solicitando o traslado para Alagoas.

Único pedido feito à prefeitura foi de uma Carneira para o sepultamento, e partiu de um ex-patrão da vítima, o Sr. Claudecir – o que foi prontamente atendido pela prefeitura – disse Rogério Troncoso.

O prefeito esclareceu que em nenhum momento foi solicitado o translado para Alagoas, e o que foi pedido, foi concedido – a Carneira para o sepultamento.

Rogério nos explicou ainda que desde 2013, em Morrinhos não existe mais sepultamento em cova rasa, o chamado sepultamento de indigente. Ele disse que há três anos, a prefeitura acabou com essa prática, concedendo a Carneira para todos os sepultamentos.

Veja também:  

SEM VELÓRIO: HOMEM ASSASSINADO A FACADAS É SEPULTADO EM MORRINHOS

Não teve velório, nem um último olhar. Os filhos não puderam pegar nas mãos trabalhadoras, mas agora geladas e sem movimento do pai.

No final desta página clique em Like para compartilhar esta notícia com seus amigos.

TODA QUARTA-FEIRA É DIA DE PIZZA EM DOBRO - APROVEITE!!!

TODA QUARTA-FEIRA É DIA DE PIZZA EM DOBRO – APROVEITE!!!

A esposa e os seis filhos não puderam ver-lhe pela última vez. Não puderam dar-lhe o último adeus.

Sem dinheiro para bancar o traslado do corpo de José Edilson da Silva, para sua cidade natal, Jacuípe em Alagoas, a família pobre do trabalhador que foi brutalmente assassinado em Morrinhos não teve outra saída a não ser concordar que o sepultamento fosse realizado por amigos e colegas de trabalho, em Morrinhos Goiás.

Patrocinando a Informação

Patrocinando a Informação

NÃO HOUVE VELÓRIO

O corpo de um homem honrado, honesto, trabalhador e sonhador foi sepultado no Cemitério São Francisco de Assis, quase que como um indigente, após aguardar por dois dias dentro de uma geladeira do IML.

Não se achou quem pudesse bancar o traslado do corpo. O Brasil não está preparado para socorrer sua gente simples e humilde em momentos de necessidades como estas.

16

Vejo por esse Brasil a fora tantos “carros oficiais” carregando deputados estaduais, federias, senadores, vereadores, secretários de Estado, de câmaras, de prefeituras.

Aspones que vivem para lá e para cá queimando gasolina e gastando pneus. Mas, na hora de levar o corpo de um pai para seus filhos darem um último adeus e sepultarem com dignidade, “não tem jeito”.

Enquanto ser humano, sinto-me tão pequeno diante de uma situação dessas. Enquanto cidadão pagador de impostos que sou, sinto-me revoltado com os rumos de nosso Brasil.

14

José Edilson da Silva deixou sua família para trás, pensando ser por apenas alguns meses, em busca de melhores oportunidades de trabalho para sustentar sua esposa e os seis filhos do casal – a caçula com menos de dois anos, a filha de sangue, sendo os outros cinco apenas da mulher, mas, que José Edilson adotou como se fossem seus e ajudou a criar desde criança.

4

O sonho de uma vida melhor acabou na ponta de uma faca, cravada várias vezes em seu corpo numa ação praticada por dois homens, que ao contrário de José Edilson não são muito chegados ao trabalho, e queriam roubar o celular da vítima.

José Edilson tinha comprado há pouco tempo um celular um pouco melhor para poder conversar com sua família via WhatsApp.

Foi numa ação de roubo que ele perdeu a vida.

No final desta página clique em Like para compartilhar esta notícia com seus amigos. 

Veja também:

POLÍCIA MILITAR AGE RÁPIDO E PRENDE DOIS SUSPEITOS DE LATROCÍNIO EM MORRINHOS

Atualizada na terça-feira, 15/12, às 14h20

A escalada da violência em Morrinhos

A escalada da violência em Morrinhos

Polícia Militar agiu rápido e na noite de segunda-feira, 14/12, prendeu um dos dois suspeitos do Latrocínio registrado na manhã do mesmo dia.

Na manhã de terça-feira, 15/12 o segundo suspeito foi detido.

Mais uma vez contando com a decisiva colaboração da comunidade, a Polícia Militar recebeu importante informação via fone 190, de uma pessoa informando que viu dois homens na lavanderia do Morro da Saudade, na manhã de segunda-feira, 14/12, lavando roupas sujas de sangue.

A partir de então começaram as diligências, tanto por parte da PM, quanto por parte da Polícia Civil para tentar encontrar os dois homens citados pela testemunha anônima.

Ainda na noite de segunda-feira um deles foi preso em casa, na companhia de outro elemento. Ambos foram levados à delegacia de Polícia Civil, próximo das 22h00. Abaixo a foto do primeiro suspeito detido.

PRESO

Na manhã de terça-feira, o delegado Fabiano Jacomelis ouviu os dois, e o homem citado como um dos que estava lavando roupa suja de sangue na Lavanderia do Morro (foto acima) disse que o outro que foi preso com ele não tinha nada a ver com o crime, inocentando-o.

Mas, ele admitiu que estava junto de quem realmente matou José Edilson, no momento em que o Latrocínio aconteceu. Porém, ele apontou o outro homem como o autor das facadas que tiraram a vida do trabalhador.

Segundo os primeiros levantamentos foram aproximadamente 15 golpes de faca contra a vítima.

A partir daí o Grupo de Patrulhamento Tático da Polícia Militar saiu em busca do indivíduo apontado como autor dos golpes mortais e o encontrou, levando-o à presença do delegado.

Na foto abaixo veja o momento em que o segundo suspeito é entregue à equipe da Polícia Civil na DP de Morrinhos.

Um dos suspeitos chega à delegacia conduzido pelo GPT da 10ª CIPM

Um dos suspeitos chega à delegacia conduzido pelo GPT da 10ª CIPM

O segundo preso negou participação no crime e diz que o primeiro, que o denunciou está mentindo. Portanto, os dois negam o crime.

Agora, segundo o delegado Fabiano Jacomelis as polícias buscarão elementos que comprovem o envolvimento dos dois, a autoria do crime ou então descartar, se eles conseguirem provar sua inocência.

“São os principais suspeitos, mas precisamos ter cautela em trabalhar com muita serenidade na investigação. A Polícia Militar fez um belo trabalho e nossos agentes também. Vamos fazer tudo para elucidar este caso e dar uma satisfação rápida à sociedade morrinhense e à família da vítima” – disse Fabiano Jacomelis – delegado titular em Morrinhos.

Os nomes dos suspeitos não serão divulgados por nossa reportagem até que se confirme pelas investigações, o seu envolvimento efetivo.

Entenda o caso: 

HOMEM É MORTO A CAMINHO DO TRABALHO

Atualizada na terça-feira, 15/12, às 09h05

O que fazer para diminuir a escalada da violência em Morrinhos? O que está havendo? Onde está nossa cidade tranquila e pacata que até um dia desses nos deixava tranquilos? Devemos nos render e admitir que ela ficou no passado?

Devemos olhar para outros municípios e ao perceber que por lá o número de crimes é maior, e então por isso devemos nos conformar com a violência que nos assola??? Só estou perguntando…

PAI DE FAMÍLIA É MORTO A CAMINHO DO TRABALHO

Era pouco depois das 06h00 de segunda-feira, 14/12, quando o Corpo de Bombeiros de Morrinhos foi acionado por alguém que passava junto ao Lago Municipal do Parque Recanto das Araras e viu um homem caído próximo à cascata.

Abaixo clique em Like para compartilhar esta notícia

TODA QUARTA-FEIRA É DIA DE PIZZA EM DOBRO - APROVEITE!!!

TODA QUARTA-FEIRA É DIA DE PIZZA EM DOBRO – APROVEITE!!!

Ao chegar ao local os bombeiros constataram que o homem estava morto e acionaram a Polícia Militar.

Em seguida a Polícia Técnico Científica foi informada do fato e enviou equipe de peritos.

Garantia de qualidade nos produtos e menor preço

Garantia de qualidade nos produtos e menor preço sempre!

Dados importantes foram colhidos no local pelos profissionais. Fotografias e medições foram feitas para confecção de laudo pericial a ser publicado em alguns dias.

Após este trabalho, o corpo foi retirado pelos técnicos do IML com o auxílio do Corpo de Bombeiros, pouco antes das 08h00.

EDIT EDILSO - 02

HOMEM VEIO DE ALAGOAS PARA TRABALHAR

A vítima é José Edilson da Silva, de 35 anos de idade. Ele veio de Jacuípe, uma pequena cidade do interior de Alagoas.

José Edilson, conhecido como Bil, ou Bilzinho – veio em busca de trabalho na intenção de dar uma vida melhor à sua família, que ficou em Jacuípe.

Seus amigos disseram ao nosso redator que além da esposa, ele deixou 4 filhos em sua terra natal, entre eles uma menina de 1 ano e 4 meses.

Em Morrinhos ele estava morando com amigos em uma pequena casa alugada no setor Morro da Saudade. Todos são trabalhadores e dividiam o aluguel.

EDIT EDILSO - 04

Segundo os amigos e colegas José Edilson era muito esforçado e só pensava em enviar o dinheiro que ganhava para a esposa, ao final de cada mês.

Perguntamos se ele tinha envolvimento com drogas e todos os colegas disseram de forma enfática que não.

José Edilson havia trabalhado na empresa Produtos 10, há algum tempo atrás, mas atualmente estava trabalhando na colheita de bananas, em uma fazenda no município de Morrinhos.

“Ele não tinha preguiça e nem medo do trabalho” – disse um dos colegas.

EDIT EDILSO - 05

ROTINA QUEBRADA PELA VIOLÊNCIA

Todos os dias José Edilson se levantava cedo e, pouco depois da 05h00 da madrugada se dirigia ao ‘ponto’ para apanhar a condução e ir trabalhar.

E foi o que ele fez na manhã de segunda-feira, 14/12: madrugou para mais um dia de serviço em busca do sustento para seus filhos pequenos que estão em Alagoas.

“As crianças e a esposa estavam ansiosas pelo retorno de José Edilson, e sempre diziam que estavam com saudade, mas, o que vão receber nos próximos dias será um caixão fechado, com um corpo dentro” – desabafou um dos colegas de Bil, revoltado com o acontecido. 

Na segunda-feira, 14/12, no caminho entre a casa onde morava no Morro da Saudade e o ‘ponto’ de condução próximo ao lago, algo errado aconteceu.

José Edilson não chegou ao ‘ponto’, não apanhou a condução e não chegou ao trabalho.

Antes que sua falta despertasse a curiosidade dos amigos, seu corpo foi encontrado no Lago Municipal.

13

INVESTIGAÇÃO POLICIAL

A Polícia trabalha com a hipótese de Latrocínio, quando o autor mata a vítima para cometer um roubo.

O corpo de José Edilson apresentava ferimentos, provavelmente por faca. Ao lado do corpo uma faca foi encontrada, além de uma alavanca de ferro.

As polícias investigam para saber se os objetos foram utilizados para matar o trabalhador.

EDIT EDILSO - 06

Técnico do IML recolhe pedaço de ferro encontrado junto ao corpo

QUANTO VALE UMA VIDA? O PREÇO DE UM CELULAR?

O delegado Fabiano Jacomelis foi informado de que José Edilson havia comprado há pouco tempo um telefone celular mais moderno para poder se comunicar melhor com a família, em Alagoas, via aplicativos de internet.

Talvez o tal aparelho possa ter despertado o interesse de alguém que o tentou roubar.

Talvez José Edilson tenha reagido ao roubo e foi morto após luta corporal.

Talvez o autor, ou autores do crime fossem pessoas que ele conhecia, e por isso o mataram.

São muitas as possibilidades e a Polícia Civil está trabalhando para responder a estas questões.

Trabalhador é morto a caminho do serviço

Trabalhador é morto a caminho do serviço

SUSPEITOS

O delegado Fabiano Jacomelis informou no final da manhã de segunda-feira, 14/12, que já tinha ao menos dois suspeitos e que os agentes policiais faziam diligências na tentativa de encontra-los para que pudessem ser convidados a prestar esclarecimentos na delegacia.

Vamos aguardar as investigações.

Cartão Postal de Morrinhos virou cena de um crime

Cartão Postal de Morrinhos virou cena de um crime

O DRAMA DA FAMÍLIA

No início da noite de segunda-feira, 14/12, falamos com amigos de José Edilson e eles disseram que estavam aguardando uma decisão da família para saber se o corpo seria transladado para Jacuípe, ou se seria sepultado em Morrinhos. (Da redação, por Leonardo Costa, com informações da Polícia Civil – delegado Fabiano Jacomelis)

Abaixo clique em Like para compartilhar esta notícia

EDIT EDILSO - 13

Cartão Postal de Morrinhos vira cena de crime bárbaro!

Cartão Postal de Morrinhos é manchado pela violência

Cartão Postal de Morrinhos é manchado pela violência

Abaixo clique em Like para compartilhar esta notícia

EDIT EDILSO - 07

Cartão Postal de Morrinhos vira cena de crime bárbaro!

EDIT EDILSO - 03

Abaixo clique em Like para compartilhar esta notícia

EDIT EDILSO - 11

Cartão Postal de Morrinhos vira cena de crime bárbaro!

16

Abaixo clique em Like para compartilhar esta notícia

14

Abaixo clique em Like para compartilhar esta notícia

4

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

%d bloggers like this: