Domingo, 14/ Agosto/ 2022
Veja as ultimas Noticias
Após nova derrota do São Paulo Muricy diz que está envergonhado

Após nova derrota do São Paulo Muricy diz que está envergonhado

Ter perdido para Corinthians (duas vezes), Palmeiras e San Lorenzo foi um golpe duro para o São Paulo de Muricy Ramalho, mas a derrota deste domingo para o Botafogo, em Ribeirão Preto, abateu ainda mais o treinador. Ao deixar o Estádio Santa Cruz, ele disse sentir vergonha por não encontrar formas de reerguer o time. (Fonte: www.gazetaesportiva.net)

“Está difícil. Outro dia até jogamos (de modo) razoável na Argentina, com o time bem posicionado, mas sem profundidade. Hoje, pusemos moleques para correrem pelo lado. Fizemos até uma boa partida no primeiro tempo, mas é difícil achar uma resposta neste momento. A gente se sente envergonhado”, disse, ao final do revés por 2 a 0.

Os moleques foram Ricky Centurión e Ewandro, escalados como pontas para servir Alexandre Pato, que atuou como centroavante na ausência dos lesionados Alan Kardec e Luis Fabiano. Ambos tiveram chances de vazar o goleiro Renan Rocha no primeiro tempo, mas as desperdiçaram e viram o adversário balançar a rede duas vezes depois do intervalo, com os também garotos Vitor e Gimenez.

“Pusemos o moleque (Ewandro) para correr. Ele teve oportunidade, mas tem hora que, quando não se aproveita, como não aproveitamos… Tivemos três jogadas contra o goleiro adversário. Aí, claro, toma o gol e a confiança vai embora”, disse Muricy, tentando justificar sem muita veemência, novamente abatido depois de outro tropeço.

“Quando se está em um momento ruim, fica de cabeça baixa. É uma coisa natural, se entrega mesmo. É natural do ser humano”, comentou, cobrando o time e a ele próprio. “A gente tem que jogar mais do que a gente está jogando. Estamos jogando muito pouco, tem que lutar mais. Já estou bem arrebentado com minha saúde, não aguento mais. Mas, com certeza, a gente tem que vibrar um pouco mais. Lutar, jogador até tem dificuldade quando está sem confiança, mas a gente tem que jogar um pouco mais”.

“No primeiro tempo, vibraram bem, jogaram. São coisas que a gente fala, mas tem que jogar futebol. Falta correr? Só correr não dá. Precisamos jogar um pouco melhor. Essa é a diferença. Quando se toma gol, perde realmente a cabeça, fica sem confiança. Nosso time, quando tomou o gol, ficou totalmente sem confiança”, lamentou o comandante são-paulino.

O resultado no interior comprometeu a terceira colocação na classificação geral do Campeonato Paulista. Com 29 pontos, sua equipe termina a penúltima rodada como a pior entre os quatro grandes. O último compromisso será na quarta-feira, diante da Portuguesa, no Morumbi.

 

Mercotintas Banner Site - 01

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*