Domingo, 20/ Outubro/ 2019
Veja as ultimas Noticias
ANARQUIA: Maus tratos aos animais, bebedeira e infrações de trânsito

ANARQUIA: Maus tratos aos animais, bebedeira e infrações de trânsito

Uma vergonha para Morrinhos. O comportamento de algumas pessoas no desfile de animais do dia 30 de maio pelas ruas da cidade foi quase que uma afronta às autoridades municipais em Morrinhos. Desde a polícia militar, passando pela comissão organizadora e até as autoridades que são protetoras dos animais. Todas essas autoridades foram desrespeitadas, na cara dura, por alguns participantes.

As autoridades de trânsito então… essas foram completamente ignoradas, mesmo estando lá, juntinho do evento dando suporte a ele.

DEFENDENDO TRADIÇÕES

Sou uma pessoa que sempre defendeu as tradições e a cultura, especialmente a cultura morrinhense. Quem nos acompanha em nosso site e jornal impresso sabe disso. Nossas matérias sempre ressaltaram as ações culturais de Morrinhos.

Portanto, não desejo que o desfile deixe de ser realizado, jamais! Apenas gostaria que ele fosse organizado e que as leis fossem respeitadas, pois até mesmo alguns participantes fizeram suas reclamações e acharam muitas falhas no evento.

Nem todos agem da mesma forma. Muitos ali, agiram com seriedade, consciência e fizeram um desfile bonito. 

RESPEITO ÀS LEIS

É preciso preservar e respeitar as tradições, mas, sem desrespeitar as leis. A lei não pode deixar de existir em dia de desfile de cavaleiro. Lei é feita para ser cumprida em dia de eventos também. Veja, como exemplo, a festa das Cavalhadas de Pirenópolis. Lá é tudo feito com muita organização e as leis são respeitadas.

MAUS TRATOS

Em Morrinhos, muitos animais foram mal tratados no desfile. Cavalos e bois apanharam de pinhola, enquanto outros eram constantemente cutucados por ferrões e outros objetos pontiagudos – tudo bem no centro da cidade de Morrinhos na frente de milhares de pessoas e câmeras. Existem vários registros.

Um boi sangrou pela Avenida Senador Hermenegildo de Morais, se transformando no símbolo do descaso e da maldade, evidenciando os maus tratos que muitos dispensaram a vários outros animais.

Os animais estavam assustados. E com razão, pois não são acostumados com a presença de tanta gente e muito menos sabem andar no asfalto. Alguns empacavam.

Ao final do desfile vários cavalos apanharam muito por não querer mais andar. Estavam cansados e com seus cascos machucados, com certeza causando alguma dor, o que levava seus condutores a bater-lhes de forma cruel e dolorosa.

Um horror! Um desrespeito aos animais. Uma vergonha para Morrinhos.

Asfalto não é o piso ideal para cavalos e bois.

BEBEDEIRA – O QUE FAZ MAL É O EXCESSO

Dizem que é recomendado aos participantes do desfile que não ingiram bebida alcoólica durante o evento, mas, em várias esquinas podemos ver freezers de ambulantes vendendo bebida alcoólica. Carros e carroças levavam freezers com bebidas bem no meio do desfile.

Em minha opinião, a ingestão de bebida alcoólica não é o que causa os maus tratos aos animais, mesmo porque, teve muita gente que bebeu e cuidou direito do animal que conduzia, enquanto outros sóbrios, abusaram daqueles que levavam.

JUVENTUDE ABUSADA SE TORNA VÍTIMA DE SEUS EXCESSOS

Jovens, claramente de menor idade desciam a Avenida Senador Hermenegildo de Morais com latas de cerveja, energético e Wisk nas mãos, numa total afronta ao Conselho Tutelar e outras autoridades.

Muitos jovens abusam do álcool, causando mal à sua própria saúde e em alguns casos colocam até sua integridade física em risco, quando assumem a direção de motos e carros, após beber – ou bebem enquanto conduzem esses veículos.

Muitos colocam a sua vida e a de outras pessoas em risco. Álcool e direção não combinam! 

PRECISAMOS RESGATAR O RESPEITO AO DESFILE

O desfile é bonito e trata-se de uma tradição, por isso, mesmo precisa acontecer de forma correta, sem maus exemplos e sem o desrespeito aos animais. Maus tratos é crime.

A comunidade gosta de assistir ao desfile, mas, a tradição que todos nós admiramos está perdendo espaço para a anarquia. Isso é inadmissível.

Carros, caminhões e até carretas de som desfilam com o volume tão alto que muito mais desagradam, do que agradam. Quando elas passam as pessoas viram o rosto e torcem para que passem o mais rapidamente possível, devolvendo a paz ao ambiente, com sua ausência. 

Amigos meus, de outra cidade, que nunca tinham visto este evento ficaram maravilhados com sua beleza, mas, ao mesmo tempo ficaram chocados com os maus tratos aos animais.

Lamentável. Desonroso para Morrinhos, uma cidade conhecida por sua cultura, seriedade e correição.

Mercotintas Banner Site - 01

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

%d bloggers like this: